Publicado em 21.10.2022
WD lança música de impacto sobre situação do povo brasileiro

A Voz da Resistência é o nome do novo single que o cantor WD acaba de lançar em todas as plataformas digitais, com a participação da cantora Negra Li.

A faixa ganhou também um clipe tecnológico, emocionante e poderoso com direção de Gabriel Caviness, lançado em uma ação exclusiva com o Facebook do cantor. Em uma realidade não distante onde o sistema está completamente no poder e se recusa a encarar o real estado do país, WD e Negra Li interpretam dois hackers que decidem dar um basta nisso através de um plano que trará conscientização à nação brasileira.

WD e Negra Li criam um grande movimento de manifestação por meio de projeções geradas em prédios estratégicos de São Paulo e hackeando o sistema de transmissão do horário eleitoral, eles alertam e mostram a condição verdadeira que o povo se encontra. WD tem duas personalidades no curta, um mais voltado ao mundo tecnológico e outro, mais ativista, que age de fato nas ruas.

Vestindo figurinos com estética inspirada no afrofuturismo, WD e Negra Li atuam como guardiões e por isso foram escolhidos espartilhos que trazem força e potência. “Resistir é o ato de Re Existir, tornar-se a existir ainda que o caminho te traga muitas dores. E não foi diferente quando pensamos na estética visual desse vídeo clipe”, explica o cantor. “Queríamos muita beleza em cada detalhe e fazer entender que a gente preta tem que estar no topo, estar onde quiserem estar. Todos os looks foram idealizados junto ao Victor, meu figurinista”, completa.

Em outubro faz exatamente um ano que WD subiu ao palco do The Voice Brasil e apresentou pela primeira vez a música autoral Eu Sou, que mudou sua vida.  “Percebi que poderia ser ouvido e mais do que isso, poderia dar voz a tantos outros que tem raízes e histórias parecidas com a minha”, conta WD. “Agora, lanço essa nova versão, com trechos inseridos e a participação muito especial da Negra Li. “Pela repercussão que tivemos na primeira versão, acredito que a letra gera identificação com muitos dos meus fãs, pelo discurso e emocional aflorados”, completa o cantor lembrando que Eu Sou ficou um mês no Top 50 das músicas virais do Brasil no Spotify.

Sobre a participação de Negra Li, WD acredita que tinha que trazer uma mulher preta que soube e sabe manter-se forte e firme por tantos anos na indústria da música. “Ter a oportunidade de escrever para ela e vê-la entoando os meus versos, só me faz entender que estamos no caminho certo, em busca de mudar as próximas gerações”, reflete o cantor.

Já Negra Li conta que desde que ouviu essa música, pela primeira vez se identificou. “Passou um filme na minha cabeça por conta de todas as dificuldades da vida. Logo as primeiras frases da canção me tocaram e me impactaram. Lembro de ter chorado ao ouvir essa música e me identificando com muitos trechos. É uma música que é um grito”, conta Negra Li. “A voz da resistência é um grito de resistência e sempre me imaginei cantando ela, como se ela fizesse parte de mim. E aqui estou, dando voz para essa versão da música e fiquei feliz com esse convite. Espero que as pessoas escutem e se identifiquem bastante para que as pessoas tenham mais empatia e entendam a dor do outro”, completa a cantora.

A Voz da Resistência fará parte do próximo EP do cantor, com lançamento previsto para dezembro deste ano, pela Universal Music, e que contará com quatro faixas.

Post arquivado em Música Brasileira, Notícias