Publicado em 02.12.2022
“Wandinha” spin-off de “Família Addams” é aclamada pelo público.

“Wandinha” spin-off de “Família Addams” é aclamada pelo público.

A série assumiu o topo do ranking diário das séries mais assistidas entre os usuários brasileiros.

Bastante aguardada pelo público a série que traz como protagonista Jenna Ortega, conhecida por seus papeis em “Pânico” e “Você” chegou ao streaming com boa aceitação do público. A produção acompanha a trajetória de Wandinha como aluna da Escola Nunca Mais e sua rotina fazendo amigos, inimigos e até investigando assassinatos.

Pouco tempo depois de sua estreia a série desbancou a série de realidade alternativa “1899”, que liderava o ranking desde sua estreia. A série em oito episódios coloca a adolescente brilhante que nunca ri ou chora, com suas indefectíveis trancinhas, como o centro da narrativa.

Wandinha conta também com Catherine Zeta-Jones (Chicago) e Luis Guzmán (Traffic) vivendo Mortícia e Gomez; Christina Ricci, a intérprete de Wandinha nos filmes dos anos 1990, e Gwendoline Christie (Sandman) como professoras da Escola Nunca Mais, colégio para onde a protagonista é enviada.

Tim Burton, diretor de quatro episódios da série foi o responsável por desenhar o Hyde, principal monstro dessa primeira temporada. O co-criador e co-showrunner da série, Al Gough afirmou que o cineasta não conseguiu se decidir entre as várias artes conceituais criadas para a produção e criou a nova criatura em uma pintura aquarela.

Para o creator e adm da página @terrorpop_ no Instagram, Jorge Wayne, a série sobre Wandinha e seu dia a dia caiu como uma luva mesmo ele estando com um pé atrás sobre a série.

A série é visualmente deslumbrante e o roteiro está impecável. Além de termos no elenco a participação mais que especial da eterna Wandinha, Christina Ricci. E falando nela (Wandinha), Jenna Ortega não decepciona nem um pouco ao dar vida a personagem título da produção” comenta Wayne.

Jorge Wayne destaca pontos positivos e negativos à série, para o Creator, um ponto positivo forte presente na produção original Netflix é o ritmo em que a série é contada e a escolha do elenco. Já o ponto negativo destacado pelo o adm da página @terrorpop_ é para a dublagem de Wandinha e Mortícia.

A família em si já é um convite. É impossível não amar o jeito docemente sombrio dos Addams. Porém, a série é um deleite para os olhos e um primor do audiovisual. Tim Burton mais uma vez acertou e mais uma vez prova sua genialidade como diretor” destaca Jorge Wayne como um dos elementos convidativos para o público assistir a série.

Em uma possível segunda temporada, o co-showrunner Al Gough planeja explorar ainda mais o crescimento e universo da protagonista. Em entrevista para a TVLine, Gough disse que gostaria de mergulhar nas diferentes questões da adolescência de Wandinha, sempre adaptando a jornada ao estilo Addams. A série da Wandinha está disponível na Netflix e ainda não foi renovada para uma segunda temporada.

Por Gean Rocha

Post arquivado em Notícias, Série