Publicado em 19.07.2022
Paulo e Nathan se estabelecem como revelação no sertanejo

Em rápida ascensão no cenário sertanejo, Paulo e Nathan traçam uma trajetória de sucesso com o projeto “Nunca é de Boa”, segundo e determinante DVD da carreira da dupla que tem o diferencial de trazer duas primeiras vozes, com timbres únicos. O trabalho já cravou as bem-sucedidas “Acabei de Terminar”, parceria com Hugo & Guilherme que já ultrapassa 40 milhões de plays de áudio e vídeo e passeia pelo Top50 do Spotify, e “Uai”, com mais de 5 milhões de plays e que vem despontando em meio às plataformas digitais e no gosto dos fãs do gênero.

Presente na maior playlist de sertanejo do Spotify, “Esquenta Sertanejo”, a romântica “Acabei de Terminar”, também figura no Top 200 da Deezer. A faixa, lançada em março deste ano como primeira amostra do DVD “Nunca É de Boa”, mostra a que a dupla veio.

É uma música que a gente escutou e apaixonou de cara. Sentimos algo diferente e vimos que poderia ainda melhorar, foi quando chamamos o Hugo e o Guilherme. Somos fãs dos meninos, são companheiros de estrada. Eles toparam de cara e o resultado ficou muito bom”, conta a dupla. “Uai” segue pelo mesmo caminho e aposta numa letra romântica nas vozes marcantes de Paulo e Nathan.

A receptividade à dupla também pode ser sentida ao vivo, nos shows que eles têm feito pelo país. Neste mês, em meio à uma agenda intensa, passam por 11 cidades, entre Goiás, Minas Gerais e Pará. Os resultados começam a vir em apenas quatro meses de trabalho no novo projeto, “Nunca é de Boa”, que já teve três singles revelados, sendo a romântica “Coincidência ou Castigo” o último.

Gravado no Bahrem, um dos bares mais tradicionais do sertanejo em Goiânia, o DVD tem direção de Rafael Terra e produção de Felipe Arná. O projeto conta com a participação da dupla Hugo e Guilherme, na já lançada “Acabei de Terminar”, e Rafael Vanucci. O álbum dá início ao trabalho em parceria com a Workshow, que, ao lado da gravadora Sony Music Brasil, dará suporte para a dupla revelar todo seu potencial e se tornar a grande revelação de 2022 no gênero.

Post arquivado em Música Brasileira