Publicado em 03.03.2023
Julia Svacinna lança o seu primeiro EP autoral, “Sem Tempo Para Amar”, e conta uma história de desamor

O trabalho tem seis faixas escritas por Julia, e chega com cinco visualizers e um clipe para acompanhar cada uma, com destaque para “Nosso Fim”, novo single da artista

A cantora, compositora e atriz Julia Svacinna comemora, nesta sexta-feira (03), o lançamento do seu primeiro EP autoral, “Sem Tempo Para Amar”, que estará disponível em todas as plataformas digitais.

O trabalho tem seis faixas escritas por Julia, e chega com cinco visualizers e um clipe (já lançado, da faixa “Bipolar”) para acompanhar cada uma, com destaque para “Nosso Fim”, novo single da artista. O EP estará disponível em todas as plataformas digitais e os visualizers poderão ser conferidos no canal oficial de Julia no YouTube.

“Sem Tempo Para Amar” conta uma história de “desamor”. Uma menina que não queria se apaixonar, mas acaba se entregando em um relacionamento tóxico, por não enxergar quem realmente é o seu “amado”. Através das seis faixas, Julia conta todo o processo desde quando a menina se apaixona, até o momento em que resolve dar um basta na relação. Com uma estética visual clássica e atual, carrega uma profundidade que revela também a ingenuidade comum na juventude.

Mesmo que você não tenha passado por um relacionamento tóxico ou abusivo, você provavelmente conhece alguém que passou ou está passando por um“, explica Julia. “E se você conhece alguém que está nessa situação ou que passou por ela, você consegue entender o quanto é difícil passar por tudo isso e como você está apegado aos momentos de quando você criou uma idealização daquela pessoa que estava ao seu lado. Como é difícil você se livrar daquilo, sabe?“, completa.

Abaixo, Julia explica em suas palavras um pouquinho sobre cada canção do EP:

Faixa 1 – Sem Tempo Para Amar

Esta faixa é sobre uma pessoa que sabia que não queria estar em um relacionamento, que ela não estava pronta para isso, mas conhece alguém e passa a achar que essa pessoa pode ser importante para ela. Acredita poder entrar em um relacionamento sério, pode até mesmo ser o amor da vida dela, quem sabe. E ela entra de cabeça na situação porque ele se mostra muito fofo e muito romântico e muito querido num primeiro momento. É o momento onde ela não quer se apaixonar por ele, mas ela acaba percebendo que ela quer sim e ela vai entrar nisso. 

Faixa 2 – Bike Ride

Ela é sobre o momento em que a pessoa está completamente apaixonada e citando os momentos fofos e é engraçado porque eu consigo claramente imaginar um filme a partir dessa música facilmente.

Faixa 3 – Bipolar

É quando ela quebra a cara pela primeira vez e percebe que aquela pessoa que ela achou que fosse o grande amor da vida dela, que fosse a pessoa ideal, não é quem ela sempre imaginou que fosse. Uma pessoa que na realidade muda quando está com os outros e quando está só com ela, e que muda dependendo do que ele quer no momento. Uma pessoa bipolar, não falando em patologia, mas sim falando num termo popular.

Faixa 4 – I Still Love You

É o momento em que ela está completamente quebrada de todas as situações que ele faz ela passar. Mas ela, apesar de querer se desapegar da situação, não consegue e ainda o ama  e a frase é “I still love you, even though it hurts so bad, even though I can’t stand you”. Apesar de doer demais, apesar de eu não te suportar. Ela não o suporta mais, ela não aguenta mais tudo o que ele faz ela passar, mas ela ainda o ama. 

Faixa 5 – Asas

É o momento onde ela está praticamente implorando pela libertação, como se ele segurasse as asas dela, como se ele tivesse tirado dela própria a liberdade. E isso é muito louco, porque a gente não consegue perceber que quem tira a nossa própria liberdade em uma situação dessas, somos nós mesmos, que damos esse poder para a outra pessoa. É claro que nessa situação parece que é completamente culpa do outro, mas a gente tem que saber tomar as rédeas da nossa própria vida e pegar as nossas asas de volta e poder viver a vida livremente, sem depender daquela pessoa. Dependência emocional é a pior coisa que pode existir na vida de alguém. 

Faixa 6 – Nosso Fim

Eu acho que a história toda do EP “Sem Tempo pra Amar” termina  de uma maneira não conclusiva de uma pessoa que terminou todo o relacionamento, partiu dela essa decisão, mas, citando a última faixa: “me diz que você pensa em mim e que não é o nosso fim”. Ela ainda tem a esperança de que ele vai voltar a ser quem ele era nas duas primeiras faixas do EP. E eu acho que é isso que é o mais doloroso de ver quem passa por um relacionamento desses, é ver a dor da esperança de algum dia aquela pessoa que não tem nada a ver com quem ela achou que ela fosse, ser aquela pessoa que achou que ela fosse. 

O EP “Sem Tempo Para Amar” é o trabalho mais completo desta artista de 18 anos, que é compositora da Warner Chappell desde 2021 e que já vem lançando trabalhos autorais na música desde 2020 – inclusive emplacou releituras de canções conhecidas em trilhas sonoras de filmes e séries como “Maldivas” e “Um Natal Cheio de Graça”, da Netflix. Duas faixas do novo EP já haviam sido lançadas como singles: “Bipolar” e a faixa-título, cuja composição foi inspirada em “No Time to Die”, música vencedora do Oscar escrita e interpretada pela cantora Billie Eilish. 

Post arquivado em Música Brasileira