Publicado em 01.09.2022
Hateen anuncia turnê por todo o Brasil para celebrar 11 anos do clássico Obrigado Tempestade

Giro, de outubro a dezembro, é coordenado pela produtora Powerline Music & Books

O Hateen embarca uma turnê de 19 datas pelo Brasil afora, entre outubro, novembro e dezembro deste ano, para comemorar 11 anos do icônico Obrigado Tempestade, um álbum especial tanto para a banda como para muitos fãs e pessoas ligadas no universo rock alternativo/emo. O giro, que passa pelo Sudeste, Sul, Centro-Oeste, Norte e Nordeste, terá diversas bandas locais nos shows e é uma realização da Powerline Music & Books.   

Adquira os ingressos aqui: https://linktr.ee/HATEENTOUR

Confira as datas:
28/10 – Florianópolis
29/10 – Blumenau
30/10 – Curitiba
01/11 – Diadema
04/11 – Santa Maria
05/11 – Passo Fundo
06/11 – Porto Alegre
11/11 – São Paulo
12/11 – Santos
13/11 – Americana
18/11 – Belo Horizonte
19/11 – Juiz de Fora
20/11 – Rio de Janeiro
25/11 – Uberlândia
26/11 – Goiânia
27/11 – Brasília
02/12 – Natal
03/12 – Recife
04/12 – Maceió

Rodrigo Koala, guitarrista e vocalista, fundador da banda em 1994, lembra do planejamento na época para o grande dia do lançamento de Obrigado Tempestade, que deveria estar oficialmente disponível no dia 11 do mês 11 (novembro) de 2011, às 11h11. “Uma brincadeira, sem nenhuma simbologia. Apenas nos aproveitamos da data, já que era quase fim de ano”. Aliás, é um disco com 11 faixas + 1 bônus!

Quando completou 10 anos, em 2021, o Brasil e o mundo ainda viviam um período nebuloso da pandemia, o que inviabilizou uma turnê comemorativa. “Acabou que, com a vacinação, só agora conseguimos pensar num giro, e coincidentemente, de 11 anos!”, se diverte Koala.

A princípio seria uma turnê com apenas 11 datas, mas esta seria uma marca impossível do Hateen manter, afinal, se trata de uma aguardada turnê, alusiva a um álbum que marcou histórias de muitas pessoas.

O Obrigado Tempestade, percebemos, voltou a ter muito peso nestes últimos anos de pandemia. É um disco que fala de vencer adversidades, superar desafios e sair do lado de lá destes entraves, de cabeça erguida para seguir adiante. Tem muito sobre esperança de vencermos batalhas da vida. Casa muito bem com tudo que passamos recentemente”.

E Koala garante que o caráter passional do disco será ainda mais latente nos palcos desta tour especial. As conquistas do disco foi continuar em português para chegar melhor nas pessoas.

“Escrever era mais difícil e fazer um segundo disco em português foi um desafio. Tivemos sorte de ter grandes amigos que ajudaram muito no processo e tiramos uma sonoridade excepcional. Os fãs hoje tem tatuagem do Hateen tem a capa do disco riscado no corpo, a primeira vez que aconteceu isso com a banda, de ter a marca da banda na pele”, destaca Koala.

Post arquivado em Música Brasileira