Publicado em 29.04.2023
Curta!On celebra o Dia Internacional da Dança com seleção especial de produções sobre o tema

A seleção contém uma variedade de filmes e episódios de séries que abrangem diferentes estilos e períodos.

Em comemoração ao Dia Internacional da Dança, que acontece no próximo sábado, 29 de abril, o Curta!On – Clube de Documentários preparou a pasta especial “Corpo, Movimento e Dança”, que reúne diversas produções relacionadas à arte da dança.

Entre as produções disponíveis, destaca-se “Um Dia Pina Perguntou”, filme que além de reunir performances e entrevistas, é um mergulho íntimo no mundo de Pina Bausch, permitindo que o público vislumbre sua visão única e perceba como ela mudou a forma como se entende a dança contemporânea. Com direção de Chantal Akerman, o longa é uma rara oportunidade de ver a coreógrafa em ação, trabalhando com os seus bailarinos e criando momentos de beleza e inovação e não deve ser perdida por qualquer amante da dança ou das artes em geral.

Um dos mais importantes grupos contemporâneos de dança brasileiros, o Grupo Corpo tem destaque na seleção. São seis filmes que abordam diferentes espetáculos e momentos da companhia, como “Onqotô”, uma apresentação que mistura elementos da dança contemporânea com a música tradicional brasileira, e “Lecuona”, um espetáculo que homenageia o compositor cubano Ernesto Lecuona. A São Paulo Companhia de Dança também aparece em duas produções, o documentário homônimo dirigido por Evaldo Mocazel e o flme “Moto Contínuo – Uma Imersão na São Paulo Companhia de Dança”, de Marco del Fiol.

Ao todo, a seleção “Corpo, Movimento e Dança” conta com 17 produções, entre médias e longas-metragens e episódios de séries, que exploram diferentes aspectos da dança e proporcionam ao público a oportunidade de conhecer mais sobre essa arte. O Curta!On – Clube de Documentários pode ser acessado através da ClaroTV+ e pelo site CurtaOn.com.br. Novos assinantes do site ganham 7 dias de degustação gratuita de todo o conteúdo da plataforma, basta se cadastrar.

Confira as produções selecionadas:

“Gaga – O Amor pela Dança” (Documentário)

Este documentário espirituoso e perspicaz, sobre Ohad Naharin, irá encontrar um homem com grande integridade artística e uma visão extraordinária. Filmado ao longo de um período de oito anos, o diretor Tomer Heymann mistura filmagens dos ensaios íntimos com um extenso arquivo inédito e sequências de dança de tirar o fôlego. Direção: Tomer Heymann. Duração: 100 min. Classificação: Livre.

“São Paulo Companhia de Dança” (Documentário)

Documentário sobre a árdua rotina de trabalho de bailarinas e bailarinos, talvez o maior sacerdócio entre todas as manifestações artísticas, em que o corpo é, ao mesmo tempo, instrumento de trabalho e a própria obra. Sem entrevistas, o filme desconstrói a primeira criação coreográfica do grupo, “Polígono”, de Alessio Silvestrin, a partir dos ensaios e das aulas de balé clássico e dança moderna. Direção: Evaldo Mocarzel. Duração: 72 min. Classificação: Livre.

“Um Dia Pina Perguntou” (Documentário)

Longos planos fixos nos transportam para o universo de Pina Bausch.Trechos das apresentações “Komm tanz mit mir”, “Welzer”, “Nelken” e “Kontactohf” alternam-se com imagens de seus atores-dançarinos nos bastidores ou durante os ensaios com Pina. No decorrer de entrevistas curtas, todos e todas são levados a dizer: “Um dia Pina me perguntou…”. Direção: Chantal Akerman. Duração: 57 min. Classificação: Livre.

“Moto Contínuo – uma imersão na São Paulo Companhia de Dança” (Documentário)

Quanta musculatura física e emocional é necessária para um corpo flutuar? Inês Bogéa, diretora artística da São Paulo Cia de Dança, e sua equipe, se movem em busca de compreender e realizar o que é o balé em todas as suas possibilidades. Do clássico ao contemporâneo, a companhia se adapta e evolui a cada montagem com diferentes coreógrafos e suas distintas linguagens. Entre salas de ensaio, palcos e bastidores, o documentário apresenta depoimentos em off das múltiplas vozes que constroem o corpo de uma companhia disposta a superar até uma pandemia para se manter em movimento. Direção: Marco Del Fiol. Duração: 88 min. Classificação: Livre.

“Grupo Corpo pela Música” (Documentário)

“Grupo Corpo pela Música” é um documentário sobre a produção musical original brasileira suscitada pelo grupo de dança mineiro ao longo de sua trajetória de mais de 45 anos. Paralela à produção de seus espetáculos, o Grupo Corpo vem consolidando um espaço de criação para música original brasileira e, assim, constituindo um acervo musical que marca sua trajetória e dos artistas envolvidos. Direção: Janaina Patrocinio e Armando Mendz. Duração: 81 min. Classificação: Livre.

“Onqotô” (Episódio da Série “Grupo Corpo – Repertório”)

A perplexidade e a inexorável pequeneza do homem diante da vastidão do universo é o tema central de “Onqotô”, balé que, em 2005, marcou as comemorações dos 30 anos do Grupo Corpo. Este episódio mostra o processo de criação desse balé comemorativo. Direção: Janaína de Moreira do Patrocínio. Duração: 52 min. Classificação: Livre.

“Lecuona” (Episódio da Série “Grupo Corpo – Repertório”)

Em 2004, o Grupo Corpo rende-se à genialidade do maior ícone da música cubana, o pianista Ernesto Lecuona, e decide abrir uma exceção à regra, estabelecida em 1992, de só trabalhar com trilhas exclusivas, para colocar em cena o balé que leva o seu nome: “Lecuona”, uma dança da paixão: tortuosa, difícil, divertida, alegre, impossível. Direção: Janaína de Moreira do Patrocínio. Duração: 52 min. Classificação: Livre.

“Sem Mim – Wisnik” (Episódio da Série “Grupo Corpo – Repertório”)

O mar (de Vigo), que leva e traz de volta o amado, o amigo, é o que movimenta a “Sem Mim”. O balé é embalado pela trilha original de Carlos Núñez e José Miguel Wisnik, urdida a partir do único conjunto de peças do cancioneiro medieval galego-português que chegou aos nossos dias com as respectivas partituras de época: o célebre “ciclo do mar de Vigo”, de Martín Codax. Direção: Janaína de Moreira do Patrocínio. Duração: 52 min. Classificação: Livre.

“21” (Episódio da Série “Grupo Corpo – Repertório”)

“21” é um divisor de águas na história do Grupo Corpo. Depois de atuar por uma década com temas musicais pré-existentes, a Companhia mineira volta a trabalhar, neste balé, com música especialmente composta. O resgate da ideia de trabalhar com trilhas especialmente compostas, permite também que o Grupo Corpo avance na investigação de um vocabulário próprio identificado com suas raízes brasileiras. Direção: Cláudia de Brito Ribeiro de Oliveira. Duração: 52 min. Classificação: Livre.

“Documentário Histórico de Maria Maria até Missa do Orfanato” (Episódio da Série “Grupo Corpo – Repertório”)

Este documentário mostra um pouco dos primeiros 15 anos de história do Grupo Corpo. Desde a fundação do Grupo, em 1975 e sua primeira obra, “Maria Maria” até o final dos anos 80, quando o Grupo Corpo se firma no cenário da dança mundial com personalidade própria e sucesso reconhecido. Direção: Cláudia de Brito Ribeiro de Oliveira. Duração: 52 min. Classificação: Livre.

“Danças Negras” (Documentário)

O documentário trilha caminhos poéticos fundamentados na ancestralidade, nas memórias marcadas em corpos que dançam histórias, movimentações estéticas, políticas e sonoras, oriundas das diásporas africanas no Brasil e outros desdobramentos urbanos embricados pela transculturalidade. Direção: João Nascimento, Firmino Pitanga. Duração: 72 min. Classificação: Livre.

“Dança contemporânea brasileira, uma trajetória” (Episódio da série “Ensaios Contemporâneos”)

Uma trajetória histórica e conceitual da dança contemporânea brasileira, desde as reminiscências do ballet clássico e da dança moderna até hoje. São abordados alguns conceitos básicos e características marcantes, como a abertura para diferentes estilos de técnicas corporais, o diálogo constante com a investigação e a reflexão, os diferentes modelos de companhia de dança. Direção: Eduardo Hunter Moura. Duração: 52 min. Classificação: 16 anos.

“Focus Cia de Dança – Ensaios Contemporâneos” (Episódio da série “Ensaios Contemporâneos”)

Um projeto inicialmente despretensioso, de um grupo de amigos estudantes de dança, que acabou se transformando em uma companhia de dança com quase duas décadas de existência. Essa é a trajetória da Focus Cia de Dança, com sede no Rio de Janeiro. Direção: Eduardo Hunter Moura. Duração: 52 min. Classificação: 16 anos.

“Movimentos do Invisível” (Documentário) 

Angel Vianna, pioneira da dança contemporânea brasileira, coreógrafa, teórica, educadora e militante da consciência corporal revisita aos 90 anos sua pesquisa e história. O filme acompanha a rotina de Angel no presente e se desenvolve a partir do registro de oficinas realizadas com gente de diversas idades, gêneros e profissões. Direção: Leticia Monte, Flávia Guayer. Duração: 75 min. Classificação: Livre.

“Por um Triz” (Documentário)

O documentário acompanha o processo criativo do Grupo Corpo na construção do espetáculo Triz, lançado em 2013. Os olhares dos bastidores, o dia a dia dos bailarinos e os desafios da equipe são mostrados intensamente ao longo dos últimos meses de ensaios antes da estreia. Direção: Eduardo Zunza. Duração: 90 min. Classificação: Livre.

“Alma da Gente” (Documentário)

Um grupo de jovens da periferia do Rio de Janeiro entra para o Corpo de Dança na Maré, coordenado pelo coreógrafo Ivaldo Bertazzo. Filmado em dois tempos, com um intervalo de dez anos, o documentário mostra os diferentes destinos dos personagens, marcados pela transformação através da arte. Direção: Helena Solberg e David Meyer. Duração: 82 min. Classificação: 10 anos.

“Danças Brasileiras” (os 11 episódios da série)

A série de seis programas “Danças Brasileiras” circula por todo o Brasil o conhecimento e apresentando o trabalho de pesquisa de Antônio Nóbrega e Rosane Almeida, junto a grupos regionais e folclóricos de dança. O projeto tem o desafio de pesquisar, criar e sistematizar uma linguagem de movimentos corporais, que pode ser chamada de “Dança Clássica Brasileira”. Ou seja, trata-se da invenção e elaboração de um sistema coreográfico baseado nos gestos, gingados e manobras de nossos ritmos e danças populares. Um outro sistema “Clássico”. Direção: Belisário Franca. Duração: 25 min (cada episódio). Classificação: Livre.

Post arquivado em Filmes, Notícias