Publicado em 12.03.2023
Ana Luiza apresenta primeiro EP de carreira com ‘pitada’ de rock

A artista pop lança o EP “Rosa”, que conta com composições em parceria com o duo Mar Aberto, Sabrina Lopes, entre outros

A cantora e compositora Ana Luiza inicia 2023 com um projeto especial para sua carreira. Quase sete meses após o lançamento de seu debut single “Notas”, a artista se prepara para apresentar seu primeiro EP de carreira. Com pop e uma ‘pitada’ de rock, o EP “Rosa” traz três canções inéditas que contam com composições em parceria com o duo Mar Aberto e os cantores e compositores Sabrina Lopes, Bia Marques e Mateus Melo. 

O EP “Rosa” fala sobre as ambiguidades do “ser menina-mulher”, tema de um poema escrito, anos atrás, pela cantora, sobre ser menina e buscar amadurecer para se tornar mulher, e ser mulher sem perder a essência da menina. “Esse EP concretiza algumas facetas de ser menina-mulher e, com ele, quero inspirar as mulheres para que saibam que ‘de menina a mulher pode se tornar quem quiser’”, afirma Ana Luíza.

A faixa central do trabalho é a canção homônima ao EP, composta em parceria com o duo Mar Aberto e dedicada à mãe da cantora. “Minha mãe é a mulher mais forte que conheço. Assim como uma rosa, ela sabe ser delicada e bela (o lado das pétalas com textura suave e cheirosa), mas durona e corajosa (o lado dos espinhos imponentes). É isso que eu acredito que devemos ser: firmes e fortes, sem medo de abraçar as nossas vulnerabilidades”, explica. “O Thiago e a Gabi [ambos do Mar Aberto] são pessoas muito talentosas e sensíveis, logo, foi uma honra trabalhar com eles para ‘Rosa’ nascer”, completa.

“Rosa”, ainda, vem para surpreender o ouvinte, pois tem uma pegada mais rock, mostrando uma nova faceta da artista. “Além disso, é carregada de atitude, personalidade e drives que marcam a fúria e força dessa Menina-Mulher. Boa para dar aquela coragem e atitude, correr, fazer um ‘treinão’ ou tocar quando estiver bem brava para extravasar”, diz.

‘INDUZ AO ERRO’

O EP também traz a faixa “Vontade de Dar”, que induz o ouvinte ao erro de maneira proposital. “O nome nos faz pensar alguma espécie de malícia, mas a ideia é ‘dar amor’. Tentamos criar um choque com o nome da música para despertar curiosidade em quem lê e aquela quebra de expectativas ao perceber que a música é bem madura e bastante esperta”, afirma Ana Luíza, que também compôs a canção em parceria com o duo Mar Aberto, como um pop sensual e divertido, com uma leve pegada de folk contemporâneo.

CHEGADA DO AMOR

Após uma faixa empoderada e uma mais sensual, por fim, essa “menina-mulher” descobre o amor na faixa “Detalhes”, um pop gostoso, romântico e de violão marcante. “A música brinca com as coisas que mostram certa intimidade na rotina de um casal, mas chegam a ser cômicas e fortalecem a relação, pois no olhar da outra pessoa você vê o amor”, conta. “Essa composição é minha com Mateus Melo, Sabrina Lopes e Bia Marques. Todos são compositores apaixonantes e com quem eu me divirto muito compondo. A ideia era ser uma música leve sobre amor e rotina de casal. Consigo lembrar de estar sentada no estúdio com eles e ficar apaixonada pela forma como cada estrofe surgia. Espero que esse sentimento chegue a todos que escutarem”, finaliza.

Post arquivado em Música Brasileira