Publicado em 26.03.2023
5 Filmes imperdíveis para quem amou o premiado “Tudo em Todo Lugar Ao Mesmo Tempo”

Fernanda Schein, cineasta brasileira que vem se destacando na cena internacional/Hollywood, listou os melhores longa-metragens para quem quer mergulhar no gênero que colecionou premiações no Oscar 2023

Sete estatuetas douradas consagraram “Tudo Em Todo Lugar Ao Mesmo Tempo” como o grande vencedor do Oscar 2023. Além, é claro, dos outros sete Spirit Award. E para quem estava torcendo para o grande campeão do ano, mas não conhece muito sobre o cinema independente, a cineasta Fernanda Schein, que vem se destacando no cenário internacional, parte do time de edição de grandes projetos da Netflix e super premiada também no cinema indie, listou os 5 longa-metragens mais imperdíveis para quem está mergulhando agora nesse universo.

Pegue a pipoca e confira:

5. Don’t Worry Darling (2022) 

“Dirigido por Olivia Wilde e estrelando Harry Styles e Florence Pugh, esse filme é bem interessante e me prendeu desde o início. Eu tenho algumas críticas ao final, mas vou deixar vocês tirarem as próprias conclusões”, afirma a cineasta.

Sinopse: Os personagens de Styles e Pugh moram em uma comunidade afastada da civilização, em meio ao deserto, onde os homens trabalham num projeto secreto e as mulheres são donas de casa, aparentemente, muito satisfeitas – até que coisas estranhas começam a acontecer e as mulheres começam a questionar o que realmente acontece quando os maridos saem de casa.  

4. Palm Springs (2020)

“É uma jornada hilária! Um filme leve e engraçado”.

Sinopse: Uma produção independente do diretor Max Barbakow que conta a história de Nyles (Andy Samberg) e Sarah (Cristin Milioti). Os personagens se conhecem no casamento de amigos em comum, em Palm Springs, na Califórnia, ao que se deve o nome do filme. Tudo parece uma simples história de romance, até que Nyles e Sarah perceberam que estão presos em um loop do tempo-espaço e revivendo o mesmo dia diversas vezes. Eles, é claro, precisam descobrir como sair dessa situação. 

3. The Lobster (2016) 

“Essa é uma comédia absurda, distópica e que também vai questionar e debater de forma metafórica a pressão social dos relacionamentos modernos.”

Sinopse: O diretor Yorgos Lanthimos cria um mundo onde existe uma lei que proíbe que as pessoas fiquem solteiras. Então todas as pessoas que não estiverem em um relacionamento, são enviadas para um hotel em que terão 45 dias para encontrar um parceiro. Caso não encontrem ninguém, essas pessoas são transformadas no animal de sua preferência e soltas no meio da floresta.

2. Swiss Army Man (2016) 

“Quem quiser conhecer mais o trabalho dos Daniel’s (diretores de ‘Tudo em Todo Lugar Ao Mesmo Tempo’), precisa assistir essa outra colaboração deles com a A24”, conta a cineasta sobre o filme.

Sinopse: Estrelando Paul Dano e Daniel Radcliffe – como um cadáver flatulento que é eventualmente reanimado – Hank está desesperado e perdido em meio a natureza, quando encontra o personagem de Daniel e juntos eles precisam sobreviver e retornar à civilização. 

1. Parasita (2019)

“O premiadíssimo filme de Bong Joon-ho é considerado por muitos, o filme da década. Apesar de não criar uma falha no espaço-tempo como Tudo em Todo Lugar, ele também debate muitas questões de classe e família, que vão te deixar pensando muito e questionando seu lugar e papel no mundo.”

Sinopse:Toda a família de Ki-taek está desempregada, vivendo em um porão sujo e apertado. Por obra do acaso, ele começa a dar aulas de inglês para uma garota de família rica. Fascinados com a vida luxuosa destas pessoas, pai, mãe e filhos bolam um plano para se infiltrar também na abastada família, um a um. No entanto, os segredos e mentiras necessários à ascensão social cobram o seu preço.

Post arquivado em Filmes, Notícias