Publicado em 21.06.2023
5 filmes e séries para inspirar os amantes da comunicação

A comunicação corporativa é essencial para o mercado. Por conta desta relevância, somente no ano passado o segmento movimentou R$30,2 bilhões, segundo a Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje), atingindo um crescimento de 6% em relação a 2021, acima da média do PIB (Plano Interno Bruto) projetada pelo mercado financeiro em 2,76%.

Segundo o Head de Comunicação e Conteúdo da agência Mclair, Lucio Agberto, seja qual for o ramo de atuação, as corporações apoiadas por um time com esta expertise se favorecem com estratégias e ações que aprimoram a forma como elas transmitem sua imagem ao público alvo. “A comunicação corporativa é responsável por fornecer informações das empresas relevantes ao público interno e externo, que ajudam a construir e fortalecer a imagem, o propósito e a cultura, além de destacar a qualidade dos serviços prestados e, principalmente, zelar pela reputação das marcas”, explica. 

O especialista lista 5 filmes e séries que podem inspirar profissionais e interessados em comunicação. Veja a seguir: 

AIR: A história por trás do logo (2023)

O filme revela detalhes da parceria revolucionária entre o então jovem promissor Michael Jordan e o departamento de basquete da Nike, que na época tinha resultados inferiores aos das concorrentes Adidas e Converse – favoritas para fechar contrato com o aspirante a astro do esporte. A trama aborda a trajetória de Sonny Vaccaro (Matt Damon) que, junto com sua equipe, criou a linha Air Jordan e apostou no maior jogador de basquete muito antes da sua fama.  

“O longa mostra elementos importantes para a comunicação, como a criatividade, desenvolvimento de design, cultura organizacional e técnicas de negociação. Uma das características de Sonny Vaccaro é a crença e persistência em suas ideias, algo fundamental para profissionais que lidam com relacionamento, por exemplo, assessores de digital influencers, equipes de Digital PR e profissionais de Relações Públicas”, aponta. 

Suits (2011 – 2019)

Embora a série seja ambientada na rotina da advocacia, ela também é interessante para a comunicação corporativa. A trama traz como protagonistas o poderoso advogado Harvey Specter (Gabriel Macht) e Mike Ross (Patrick J. Adams), recrutado para trabalhar no escritório como associado, mesmo sem ter formação jurídica.

“Ao longo das nove temporadas, Harvey Specter faz o possível para vencer casos, ainda que em algumas situações ele se utilize de práticas imorais. Entre as características mais marcantes estão a liderança, gerenciamento de crise, desenvolvimento de estratégias e capacidade de lidar com o improviso, além da boa comunicação verbal nas argumentações dos advogados”, explica Agberto.    

A Rede Social (2010)

O longa-metragem conta a história de Mark Zuckerberg (Jesse Eisenberg) e Eduardo Saverin (Andrew Garfield), fundadores daquela que viria a ser uma das redes sociais mais conhecidas do mundo: o Facebook. 

“O Facebook é uma das maiores inovações quando falamos de redes sociais. O filme traz ensinamentos sobre empreendedorismo, planejamento e desenvolvimento de ações da ferramenta que tornou-se um marco para a comunicação, pois até hoje é amplamente utilizada como recurso de extensão para a imprensa, campanhas de marcas e produtos, e fonte de engajamento para influenciadores digitais”, pontua o especialista. 

House of Cards (2013 – 2018)

A série tem seis temporadas e retrata o cenário político estadunidense, com alianças, relacionamentos e disputas pelo poder ocorridas no congresso e nos cargos executivos do país. Nela, o casal Frank (Kevin Spacey) e Claire Underwood (Robin Wright) se utilizam de todos os recursos possíveis para chegarem ao poder, contando sempre com a ajuda do chefe de gabinete e antigo diretor de estratégia, Doug Stamper (Michael Kelly) para os trabalhos sujos.

“O telespectador que se interessar pela série terá a oportunidade de compreender o trabalho de profissionais de comunicação interna, assessoria de imprensa e, eventualmente, o de repórteres investigativos. Afinal, a trama traz diversas táticas de gerenciamento de crise, relacionamento, divulgação e apuração de informações”, indica.

O Discurso do Rei (2010)

Às vésperas da Segunda Guerra Mundial, o duque de York, Albert, assume a coroa e se torna o Rei George VI (Colin Firth). No entanto, antes de assumir o posto de homem mais poderoso da Inglaterra, a majestade precisa tratar a sua gagueira para poder liderar a nação. 

“Em uma época na qual o rádio era o principal meio de comunicação de massa, o drama enfrentado pelo Rei George VI era dialogar, discursar e se comunicar com a nação por meio desta mídia. O filme retrata brilhantemente a importância da comunicação oral”, finaliza o Head de Comunicação.

Post arquivado em Filmes, Notícias